Três avenidas ganham vias de sentido único na Cidade de Maputo

As avenidas Armando Tivane, Francisco Orlando Magumbwe e Mártires da Machava, na Cidade de Maputo, passarão a obedecer ao sentido único de trânsito de viaturas, a partir de meados deste mês de Agosto. A decisão foi aprovada pela Assembleia Municipal e visa melhorar a segurança rodoviária e o problema de estacionamento.

Cerca de 500 mil viaturas fazem-se às avenidas, da Cidade de Maputo, por dia. Para facilitar o escoamento do tráfego, a Assembleia Municipal aprovou, recentemente, a proposta que prevê que as avenidas Armando Tivane, Francisco Magumbwe e Mártires da Machava passem a ter sentido único.

A proposta é da vereação de Mobilidade, Transportes e Trânsito do Conselho Municipal da Cidade de Maputo, que explicou se pretende reduzir o congestionamento e organizar o estacionamento.

“São avenidas que são bastante necessárias para a circulação do trânsito e isso causa muito congestionamento para a cidade. A perspectiva é melhorar a fluidez do trânsito, para que também se possa garantir que mesmo que, por alguma razão, uma viatura tenha que parar ao meio do caminho por avaria ou outras questões, permita que haja alguma ultrapassagem e que outros veículos continuem a circular normalmente”, explicou José Nichols, vereador para a área de Mobilidade, Transportes e Trânsito no Município de Maputo.

Os sentidos únicos não serão aplicados em todas as extensões das avenidas; na Avenida Armando Tivane, por exemplo, o trânsito rodoviário passará a desenvolver-se no sentido único, na direcção norte-sul, a partir do cruzamento com a Avenida Eduardo Mondlane até à avenida Mateus Sansão Muthemba.

Na Mártires da Machava, o sentido único será na direcção norte-sul; na avenida Mão-Tsé-Tung até à Eduardo Mondlane.

De igual modo, na Avenida Francisco Orlando Magumbwe, o trânsito rodoviário passará a desenvolver-se em sentido único na direcção sul-norte, a partir da avenida Mateus Sansão Muthemba até à avenida Eduardo Mondlane.

Para os automobilistas, a alteração dos sentidos das vias vai permitir melhorar a mobilidade e reduzir as filas longas de carros, sobretudo nas “horas de ponta”.

“O problema vai melhorar porque, no período do pico, é difícil andar. Por exemplo, para usar a Avenida Tomás Ndunda e sobressair na Avenida Eduardo Mondlane, é muito complicado”, disse Jorge Matavel.

Uma posição que é também partilhada por Guelhardo Manhique, outro automobilista que espera maior fluidez do trânsito.

“Se houver mudança, é porque alguém estudou e percebeu que, de facto, isso irá ajudar os automobilistas. Penso que, com o passar do tempo, iremos acostumar-nos e dará tudo certo”, referiu Manhique.

Além de alterar os sentidos das vias, a Assembleia Municipal decidiu que o estacionamento, nas referidas avenidas, só será permitido na berma da esquerda.

“Quando as viaturas são estacionadas nas duas bermas, é difícil que dois carros em circulação possam cruzar-se, porque não há o mínimo de largura necessária da via, que é de seis metros. Com isso, a meio do caminho, as viaturas são obrigadas a ter que recuar e isso não é bom para a fluidez do trânsito”, esclareceu José Nichols, vereador para a área de Mobilidade, Transportes e Trânsito.

Prevê-se que a implementação das alterações dos sentidos das vias comece em meados do mês de Agosto. Para esta semana, prevê-se a colocação de sinalização rodoviária nas avenidas.

Fonte: O País

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *